fbpx
Nenhum Comentário

A IMPORTÂNCIA DA FOTOGRAFIA IMOBILIÁRIA NA VENDA DO SEU IMÓVEL

A IMPORTÂNCIA DA FOTOGRAFIA IMOBILIÁRIA

Ter um imóvel a venda e não se preocupar em ter fotografias profissionais para ilustrar cada ambiente pode tirar das suas mãos as melhores oportunidades de negócio. Entenda por que.

Há duas coisas que são constantes no mundo atual: a correria no dia a dia das pessoas e a presença quase onipresente da comunicação visual. Dois pontos que explicam muito bem porque a fotografia profissional é tão importante para o mercado imobiliário.

Ainda não conseguiu fazer a ligação? Então vem comigo que eu te explico.

Devido a correria do dia a dia, as pessoas tem cada vez menos tempo para rodar a cidade em busca de imóveis que estejam disponíveis para venda, como era costume nas décadas passadas.

Isso ocasionou em uma mudança de hábitos nas pessoas que passaram a pesquisar os imóveis através da internet, seja em sites, redes sociais ou portais imobiliários. Canais que tem na comunicação visual (mais especificamente na fotografia) a maneira das empresas, profissionais do mercado ou até mesmo proprietários apresentarem os seus imóveis aos interessados.

Agora ficou tudo mais claro né? A correria do dia a dia reduz o tempo livre das pessoas. Com menos tempo elas concentram suas buscas na internet, passando a avaliar os imóveis através das imagens que as imobiliárias, corretores e proprietários disponibilizam nos canais digitais.

E é aí que entra o ponto central dessa nossa conversa:

As fotos dos seus imóveis transmitem uma boa impressão a quem busca por eles?

Não é nada raro encontrar nos canais de venda de imóveis (sejam sites, portais ou redes sociais) imóveis exibidos em fotografias escuras, com ângulos mal escolhidos e de baixa qualidade.

Isso quando a preparação do imóvel (Home Staging) não é feita e o imóvel é fotografado sujo e/ou desorganizado.

Essa falta de cuidado com a fotografia faz com que o cliente que está avaliando a possibilidade de investir no imóvel perca o interesse em adquiri-lo ou o desvalorize em relação ao seu valor de mercado.

Nesse momento você deve estar aí pensando:

“Tá! Entendi o recado. Mas e agora, como faço para ter boas fotografias para anunciar o meu imóvel?”

E para pergunta só existem duas respostas: Ou você investe em conhecimento e equipamento para que você mesmo fotografe o imóvel ou contrata um profissional capacitado para fazer por você.

Aqui na Moradia, quem cuida das fotografias dos nossos imóveis (desde o clique até o tratamento e organização das fotos no site) é o pessoal da agência Cartola Publicidade.

Vou deixar abaixo o link de dois imóveis aqui da Moradia, com a fotografia feita pela agência.

Porém, se você não tem alguém para cuidar desse trabalho para você ou não quer investir para ter essa qualidade na apresentação dos seus imóveis no momento. Vou deixar aqui 05 dicas que vão te permitir desenvolver os pilares para uma boa fotografia imobiliária.

Ficou interessado(a)? Então vamos lá:

01 – INVISTA EM EQUIPAMENTOS

Você pode até conseguir fazer boas fotos com o seu telefone celular (dependendo da qualidade da iluminação do imóvel), mas dificilmente terá fotos profissionais com esse equipamento.

Uma câmera fotográfica DSLR + uma lente com ângulo de abertura amplo é o básico para uma fotografia imobiliária profissional. Acrescentaria ainda um flash externo ou um LED para DSLR para auxiliar na iluminação de ambientes mais escuros.

02 – CONHEÇA O BÁSICO DA FOTOGRAFIA

Sem o mínimo conhecimento sobre fotografia não há bom equipamento que salve.

Por isso, faça estudos sobre a base das técnicas de fotografia. Entenda o que é fotometria e controle de exposição, ângulos de fotografia e técnicas de enquadramento.

03 – SAIBA O QUE É HOME STAGING

Essa palavrinha em inglês (complicada de pronunciar, mas fácil de entender) está ligada ao processo de arrumação do imóvel para a fotografia imobiliária ou até mesmo para visitas de possíveis clientes.

Basicamente o Home Staging trata sobre a limpeza do imóvel e a arrumação dos ambientes, deixando os espaços livres e com o mínimo de personalização possível, para que quem veja as fotos dos ambientes (ou os próprios ambientes) consiga se imaginar vivendo ali.

04 – APRENDA TÉCNICAS DE PÓS-EDIÇÃO

Engana-se quem pensa que a fotografia termina no clique. A pós-edição (processo de tratamento e refinamento das imagens) é tão importante quanto o ato de fotografar.

Isso porque na pós-edição você consegue corrigir erros e melhorar a sua fotografia, como alinhar as perspectivas, clarear ambientes escuros, corrigir cores, eliminar pontos de distração, etc.

05 – ORGANIZE A APRESENTAÇÃO DAS FOTOS

Fotos prontas e editadas? Agora é hora de inseri-las no seu canal de apresentação ao cliente (seja ele um site, redes sociais ou portais imobiliários).

E todo cuidado é preciso nesse momento, pois jogar todas as fotos na plataforma de anúncios sem uma ordem de apresentação pré-estabelecida é um erro grave e infelizmente muito comum.

O ideal é que você crie um roteiro de apresentação do seu imóvel parecido com o que seria uma visita pessoal.

Em geral as fotos das salas ou dos quartos vem primeiro, passando pela cozinha, área de serviço, banheiros e demais ambientes que seu imóvel venha a ter.

E o mais importante: A foto de capa (destaque) deve ser a melhor foto do imóvel, não necessariamente a foto da fachada.

Bem, era esse o assunto que queria tratar com vocês nesse artigo.

Espero que o conteúdo e as dicas que trouxe aqui te ajudem a fazer boas fotografias e consequentemente apresentar melhor o seu imóvel para o mercado.

Conte conosco também caso queira que o seu imóvel faça parte da nossa carteira e tenha a nossa qualidade de divulgação.

Um grande abraço e até o próximo artigo.

Moradia, trabalhando para o seu bem-estar!