fbpx
Nenhum Comentário

Como fica o financiamento imobiliário em tempos de corona vírus?

COMO FICA O FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO EM TEMPOS DE CORONA VÍRUS?

Essa pandemia tem deixado a gente mais maluca do que mãe de gêmeos que estão aprendendo a andar. Ainda mais quando o assunto são as contas de casa. E ainda mais ainda (existe esse termo?) quando você tem nessas contas de casa, as prestações de um financiamento imobiliário para quitar.

Nossa senhora das tintas, livrai-nos dos cabelos brancos de tanta preocupação.

Então, para deixar você um pouco mais calma(o) em relação a como lidar com o seu financiamento imobiliário da melhor forma. Decidi trazer para você algumas novidades que as instituições financeiras e o governo propuseram em razão da pandemia.

Então procura uma cadeira para se sentar, pega um chazinho e vem comigo nessa leitura!

 

PAUSA PARA OS FINANCIAMENTOS HABITACIONAIS DA CAIXA

No mês passado (Maio/2020), a Caixa Econômica Federal anunciou uma medida que visa justamente amenizar os efeitos negativos que a pandemia tem causado nas economias daqueles que contrataram um financiamento imobiliário junto ao banco.

Com essa medida pessoas físicas e jurídicas, que possuem as parcelas de seu financiamento em dia (ou com no máximo 180 dias de atraso) poderão pedir a suspensão temporária dos pagamentos de suas parcelas por um período de até 120 dias (que era de 90 dias na primeira versão da medida e foi estendida).

De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Duarte Guimarães, em matéria publicada pelo caderno de economia do jornal UOL:

“Ao estender a pausa na prestação do contrato habitacional para quatro meses, o banco oferece às pessoas e empresas a oportunidade de reprogramar seu orçamento diante das dificuldades que vêm enfrentando nesse período”.

Contudo, há um ponto dessa medida que demanda atenção!

Quem solicitar a pausa deverá estar ciente de que serão acrescentados valores referentes a juros, seguros e taxas ao saldo devedor do contrato.

 

SEU FINANCIAMENTO NÃO É COM A CAIXA? VEJA O QUE OUTROS BANCOS FIZERAM:

Alicerçados por novas resoluções do Conselho Monetário Nacional, os principais bancos do Brasil também tem se movimentado em relação a criar meios de minimizar os impactos das dívidas para aqueles que possuem um contrato de financiamento habitacional.

De acordo com a matéria publicada pelo site Correio Brasiliense em 06/04/2020, o banco Itaú, por exemplo, oferece a possibilidade de suspender por até 60 dias os pagamentos das parcelas mantendo a taxa de juros contratada, sem cobrança de multa. Porém, apenas para clientes que estejam com suas obrigações em dia.

Ainda segundo a matéria outros 03 grandes bancos com atuação no Brasil (Bradesco, Santander e Banco do Brasil) também adotaram medidas similares, que vão desde paralisações nos contratos até novas linhas de crédito direto ao consumidor (CDC) com condições especiais.

Por isso, é importante que você verifique junto ao banco que concedeu o seu crédito imobiliário, quais medidas foram adotadas em razão dos efeitos da pandemia.

 

OUTRAS MEDIDAS

Por fim, vale ressaltar aqui outras medidas propostas pelo Governo Federal e por empresas prestadoras de serviços essenciais (como água, energia, etc.) que podem impactar diretamente no seu orçamento familiar e, consequentemente, no cumprimento das mensalidades do seu financiamento.

Um ótimo exemplo é o adiamento para Agosto de 2020 dos pagamentos sobre a contribuição patronal ao INSS, da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e dos Programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep).

Assim como o adiamento por até 06 meses para o recolhimento dos impostos para empresas que estão nos modelos de tributação simples nacional e para os microempreendedores.

Outra medida tomada é a proibição dos cortes em serviços de abastecimento de energia, água e telefonia para inadimplentes (o que não significa que deixar de pagar as contas é uma boa ideia, afinal multas e juros ainda vigoram para contas em atraso).

 

É BOM FICAR ESPERTO!

Se várias medidas foram tomadas para minimizar os impactos do Corona Vírus na economia, dois dos principais vilões do bolso das famílias brasileiras passou ileso: Os juros e multas do Cartão de crédito.

Por isso, pense duas vezes antes de usar o limite do seu cartão para compras que não sejam extremamente necessárias. Afinal, se há algo que pode comprometer profundamente o seu financiamento imobiliário é uma bola de neve de juros sobre juros do seu cartão de crédito.

 

 

Bem, era isso o que eu tinha para falar com vocês sobre as mudanças no financiamento imobiliário em tempos de Corona Vírus.

 

Se você gostou do artigo, publique-o em suas redes sociais e encaminhe aos amigos que gostariam de saber mais sobre o assunto. Lembre-se também de conferir os outros artigos que temos aqui no BLOG e de seguir a Moradia nas redes sociais.

 

Moradia, trabalhando para o seu bem-estar!