fbpx
Nenhum Comentário

DICAS DE FOTOGRAFIA DA CARTOLA

DICAS DE FOTOGRAFIA

Estamos tirando da Cartola mais algumas dicas para vocês. Portanto dessa vez eu vou revelar de onde elas estão saindo. Aliás, vou revelar quem é o mágico. ☺

Sou eu, especialista em redação publicitária, com um olhar fotográfico aguçado. Meu nome é Bruno Oliveira, meu instagram é esse @bruno.hol – 😊 e sou o fotógrafo da agência Cartola 🎩,  responsável por toda a fotografia que envolve a Marca Moradia. Agora vou passar algumas dicas e técnicas de fotografia. ️

A fotografia para área do Marketing e da Publicidade é indispensável em uma boa estratégia. Apesar de muitos acharem que é uma área difícil, existem algumas técnicas capazes de melhorar consideravelmente os resultados. Com os objetivos de marketing claros em mente, e um pouco de estudo sobre as técnicas, você pode conquistar clientes importantes para o seu negócio.

Atenção aos cliques, digo as dicas! 📸

PRESTE ATENÇÃO NA LUZ (TUDO É LUZ)

Fotografia é luz, ponto!

Não existe fotografia se não houver luz no ambiente.

Porém, o que você precisa saber é que nem toda luz é igual.

Para complicado, mas eu te prometo que com um pouquinho de estudo você pega tudo fácil, fácil.

De início, você precisa saber que a luz tem temperaturas diferentes (que vão do frio ao quente e modificam as cores e os tons que vão para a sua foto) e intensidades diferentes.

Vou te dar um exemplo: Luzes mais intensas e marcadas, como o sol de duas da tarde, são luzes que projetam muito sombra e que, em geral, são muito quentes, deixando o ambiente com mais presença dos tons alaranjados, vermelhos e amarelos.

Já se pensarmos em um quarto branco iluminado com uma luz de led, possivelmente vamos ter um cenário de luz suave e fria (com mais presença de tons azulados).

Outra dica legal é você ter uma ideia de como usar cada tipo e temperatura de luz. Mais um exemplo:

Luzes duras são perfeitas para transmitir mais emoção, criar aquele clima de suspensa sabe? Como naquelas fotos em que um lado do rosto da pessoa fica todo na sombra.

Já a luz suave/difusa é a mais indicada para fotografias em que você queira mostrar o seu assunto (quem ou o quê vai fotografar) de forma clara e nítida.

Já sobre as temperaturas, a regrinha mais básica é: cores quentes para cenas alegres, divertidas, etc. E cores frias para cenas mais intimistas, emotivas e por aí vai.

USE A CÂMERA QUE VOCÊ JÁ TEM (O EQUIPAMENTO VOCÊ JÁ TEM)

O equipamento é importante? É. Mas eu posso te garantir que não é mais importante na fotografia.

Existem inúmeras câmeras, lentes e outros milhares de acessórios no mercado, mas você não precisa de tudo isso pra começar a fotografar.

Não adianta nada você ter um equipamento super moderno e de alta qualidade, se você não souber como usá-lo e principalmente, se não entender os elementos que compõem a fotografia.

Por isso, a minha dica para você é que se você quiser aprender fotografia, primeiro concentre todo seu esforço e aprendizado em entender o que é fotografia.

Estude manipulação da luz, direção de pessoas, pós-edição e até áreas que para muitos não tem nada a ver com fotografia, mas que são essenciais para o midset de um fotógrafo, como visagismo, técnicas de maquiagem e história da arte (Salve, salve professor Rodrigo).

SAIA DO AUTOMÁTICO

Mesmo fotógrafos profissionais nem sempre ajustam as configurações com perfeição. Nossa dica é que você tire um tempo pra estudar sua câmera e aprender a definir os parâmetros dela corretamente. Antes de tudo, não dá pra aprender se alguém faz todas as escolhas por você, certo? Então comece a praticar fora do modo automático! As configurações que você precisa manter o olho inicialmente são a velocidade e abertura do obturador e, claro, o ISO.

VELOCIDADE, ABERTURA E ISO? (TRÊS PILARES DA FOTOGRAFIA)

Vamos ser bem breves nessa questão. A abertura refere-se ao grau de amplitude que o diafragma disponibiliza para a entrada de luz em sua câmera. Essa abertura pode ser ajustável até mesmo em alguns smartphones, através de aplicativos.

Já a velocidade refere-se ao tempo que o obturador da câmera fica aberto para a entrada de luz no sensor da câmera.

E o ISO é a sensibilidade do sensor à luz. Quanto menor o número ISO, menor a sensibilidade. Logo, é preciso muito mais luz para a foto ficar “clara”. Se o ISO é maior, a sensibilidade do sensor aumenta e é possível fotografar com menos luz. O problema é que quanto mais alto o ISO, mais a sua foto começa a perder qualidade.

O ideal é trabalhar esses três pilares para obter uma foto boa. Se precisar de uma foto com uma velocidade do obturador mais lenta, lembre-se de diminuir a abertura do diafragma ou até mesmo diminuir o ISO para equilibrar a quantidade de luz.

ENQUADRAMENTO, ÂNGULOS e COMPOSIÇÃO (OLHE AO REDOR)

O enquadramento certo e a composição adequada são essenciais para uma boa foto. Antes de sair apertando o botão de capturar, olhe ao seu redor e procure a cena ideal que você queira retratar.

EDIÇÃO (MEXE AQUI E ALI)

A edição de fotos é um dos pontos importantes para ter um resultado de imagem bom. Com uma boa edição, uma foto “ruim” pode até se tornar uma foto boa. Muitos fotógrafos editam suas fotos em programas no computador, como o Photoshop, o Lightroom e alguns até mesmo preferem editar nos aplicativos de smartphone! Mas vamos ter bom gosto na hora de editar suas fotos e não exagerar demais ao mexer nelas. É interessante que você seja bem sutil na parte da edição.

Gostou dos nossos cliques?

Então vou aproveitar para deixar outros dois links aqui:

Insta de fotografia = @ob.o.dafoto
.
Insta de poesias = @reticencias.raw

Compartilhe se gostou das nossas dicas! Deixe nos comentários aqui abaixo, ou então nos comentários da nossa publicação no Instagram.