fbpx
Nenhum Comentário

Janeiro, o mês perfeito para alugar ou vender o seu imóvel!

 

Janeiro e a alta procura por imóveis

O calendário vira, um novo ano começa e para muitos brasileiros é um novo ciclo que representa uma mudança de hábitos, ou até mesmo uma mudança de ares. Por isso, janeiro tornou-se para muitos o mês das mudanças.

E como não poderia deixar de ser, o mercado imobiliário também muda e se aquece em janeiro, e não é devido ao sol escaldante do verão brasileiro. O motivo principal é a agitação de estudantes, pais, investidores e trabalhadores para conseguirem um novo lar.

Os universitários lideram a lista de procura, seguido dos pais com filhos em idade escolar. Ficar mais perto da faculdade, da escola dos filhos ou do trabalho é uma necessidade, facilitando os deslocamentos e melhorando a qualidade de vida de quem precisa de pelo menos dez minutinhos a mais de descanso.

Essa grande procura por um novo lar é a oportunidade perfeita para quem tem um imóvel aqui em Ipatinga e deseja disponibilizá-lo para aluguel ou venda o quanto antes. “É nesta época do ano que mais fechamos contratos, em que temos maior procura por imóveis e que os proprietários ficam mais felizes”, destaca Luciene Araújo, Gerente da Moradia Imobiliária.

Luciene Araújo – Gerente da Moradia Imobiliária

“O período escolar é um grande balizador da locação residencial nas cidades. O fim do ano letivo e o período de férias são os momentos chaves da busca e troca de imóvel. Crianças que mudam de etapa escolar e necessitam de nova escola, estudantes que saem do ensino médio e vão para as faculdades, deixando a casa dos pais, são muitos os fatores que levam ao desejo de mudança nestes períodos, e isso traz muitos clientes para a imobiliária, aumentando o fluxo de locações e até mesmo de vendas”, comentou Luciene.

Mas porque Janeiro?

Alguns fatores contribuem para esta alta procura neste mês. Em dezembro, as pessoas empregadas contam com uma verba extra, vinda principalmente de 13º salário, bônus e participação em lucro das empresas nas quais trabalham. Estes valores são um recurso a mais para levantar o capital necessário para investir em um novo lar, seja por aluguel ou um investimento definitivo, e garantir a possibilidade de mudança breve.

Além disso, depois das datas festivas de dezembro, quando todos estão envoltos em celebrações junto aos amigos e família, chega janeiro, mês em que muita gente tira férias ou entra em um ritmo mais lento. Desta forma, elas têm mais tempo livre para buscar pelo imóvel desejado, seja ele uma boa casa, um apartamento bem localizado, uma cobertura espaçosa ou, quem sabe, uma kitnet próxima ao seu trabalho ou faculdade.

E Pode parecer besteira, mas o início de um novo ano marca também o momento de tomar decisões sobre quais serão os grandes acontecimentos na vida de cada um para o período que está começando. E, mudar para um novo lar, um novo ambiente, está entre uma das principais resoluções de Ano Novo!

E quais as vantagens para quem é proprietário de imóvel?

Com o mercado aquecido em janeiro e a procura disparada, as chances de seu imóvel ser alugado aumentam consideravelmente. Por isso é importante deixar a administração do seu bem com quem entende do assunto.

Na Moradia Imobiliária, você tem a garantia de que ele está em boas mãos. Um imóvel administrado pela Moradia passa por todos os processos necessários de avaliação, garantindo assim uma excelente qualidade no atendimento e no produto.

Os procedimentos vão desde a análise da ficha cadastral com o locatário, confecção do contrato, laudo de vistoria com fotos (atestado de conservação do imóvel), acompanhamento jurídico, até a forma de cobrança do aluguel. Além disso, a Moradia oferece todo o suporte ao locatário, locador e ao imóvel.

O locador tem o imóvel anunciado no site da Moradia e também em grandes portais imobiliários do Brasil, como o Zap Imóveis, além de uma placa indicativa no local.

Se você deseja uma avaliação do seu imóvel, entre em contato com a Moradia e agende um horário com um dos corretores. Para a avaliação, você deverá ter a descrição completa do imóvel – número de ambientes, medida, localização – além da documentação legal com escritura registrada.