Nenhum Comentário

Devo reformar para vender?

Você possui um lindo imóvel no qual passou ótimos momentos em família e com seus melhores amigos, local por onde sua história de vida passou pelos corredores e salas e tudo te traz lembranças, mas precisa se desfazer dele. Tantas memórias nas paredes e pisos que precisam ser tratadas de formas diferente agora que vai vender seu imóvel. Não sabe o que fazer? A Moradia Imobiliária vai te ajudar a preparar seu imóvel para venda.

 

Muita gente não acredita mas reformar o imóvel pode ajudar sim a acelerar o fechamento do negócio, uma vez que intervenções físicas podem diferenciar a casa ou apartamento das demais unidades disponíveis no mercado. Os interessados em um imóvel usado geralmente não esperam ver rachaduras, infiltrações e mofo espalhados pelas paredes. Quem vai comprar precisa gostar do que você tem quando visitar o imóvel. Se houver problemas aparentes a chance de desistência é enorme.

 

Por onde começo?

Comece se organizando e priorizando o que realmente precisa ser feito. Pense como um comprador quando estiver dentro do imóvel para analisar o que precisa ser feito. É sempre bom fazer reparos nas partes que encham os olhos, ou seja, a parte estética do imóvel. Lembre-se que paredes com cores neutras são as mais utilizadas e recomendadas porque transmitem a sensação de limpeza e asseio e, com isso, a ideia de qualidade de vida, tão buscada hoje em dia.

 

Uma fachada limpa e bem cuidada é a responsável primeira boa impressão do seu imóvel.

Quando dizem que a primeira impressão é a que fica, apesar das muitas discordâncias sobre o assunto, não o devemos minimizar. A fachada do imóvel é o primeiro contato visual do futuro morador. Quando você olha para a sua fachada você se sente confortável? Sua fachada é limpa, sem pichações e sem mato escondendo o verdadeiro potencial dela? Pense que quanto mais bonita e atraente a fachada, melhores serão as chances de venda, portanto limpe-a e deixe seu imóvel apresentável para quem quiser conhecer.

 

Sobre a fachada do condomínio

Na maioria das vezes a má aparência de um edifício, por ser antigo ou mal estruturado basta para desvalorizar as suas unidades. Mas lembre-se sempre que o contrário também é verdadeiro: uma fachada renovada e moderna por si só valoriza as economias de um prédio.

 

Para os entendidos do assunto, quando esse tipo de cuidado se estende às demais áreas de uso comum, em especial àquelas mais visíveis (portaria, escadarias, corredores de circulação), o aumento do preço de mercado de apartamentos e salas é praticamente certo. É onde o vendedor ganha por ter pensado á frente do concorrente e deixado tudo mais bonito e valioso aos olhos do comprador.

 

Itens quebrados

Entrar em um imóvel bonito, limpo e olhar pela janela e ver a rua pelas rachaduras não faz parte do sonho de ninguém. Preocupar-se com pequenos detalhes fazem a grande diferença na hora da venda. Janelas quebradas nas dobradiças ou com rachaduras quebram o encanto do imóvel “novo”, mesmo sabendo que ele é usado.

 

Todo problema estrutural deve ser dito para os futuros moradores.

Pisos com rachaduras, faltando pedaços de azulejos, peças de cerâmicas diferentes assentadas por seu amigo pedreiro nos tempos de vacas magras devem ser retirados e substituídos. Pias manchadas e com rachaduras e louças sanitárias também estão na lista de atenção especial. Maçanetas de portas com defeito também devem ser trocadas.

 

Os item hidráulicos devem ter atenção especial. Pias com torneiras com buchas “roçadas”, descargas com puxadores estragados, ralos sem tampa e encanamento exposto devem ser eliminados. O comprador deve sentir que está tudo funcionando muito bem.

 

O que não deve ser feito

Muitos entendidos do assunto afirmam que decoração, modernização e ampliação de cômodos não agregam valores ao imóvel na hora de vender como pensam os leigos. Investir nesses itens é como jogar dinheiro fora, não dando o retorno esperado na avaliação do bem. Decoração é um modo de expressão muito particular e pouco agrega quando é adicionada ao valor do imóvel. Ressalva para os casos de imóveis assinados por profissionais de renome da área, mas são casos específicos para públicos diferenciados.

Quebrar paredes não é o indicado. Procure alguém que possa te orientar para reforma do seu imóvel para venda.

 

A modernização também é um item que adicionado ao imóvel pode ser perigosa na agregação de valor, mas tem que ser utilizada de forma consciente. Uma casa muito moderna em uma região desvalorizada por motivos de segurança pode ser visada por bandidos, o que afasta os futuros compradores . Deixe a cargo do novo morador fazer as adaptações necessárias neste quesito.

 

Ampliar cômodos e alterar a planta do imóvel não devem ser opções. Ampliar garagem, construir uma área gourmet ou cozinha americana devem ser descartados quando surgirem essas ideias. Salvo quando necessário estruturalmente essas reformas devem ser evitadas. Se alterar a planta do imóvel o gasto com burocracia para mudar os documentos juntos aos órgãos competentes é enorme e não compensam na hora da venda.

 

Limite-se, então, numa pintura interna e externa, a consertar vazamentos, cerâmicas e azulejos quebrados, para tornar o imóvel mais atrativo aos olhos de quem vai comprá-lo. E lembre-se que não deve mentir sobre problemas estruturais. Os novos moradores devem saber exatamente o que estão comprando. Diga a eles os problemas que a casa toda possui.

 

Além disso evite gastar mais do que 10% do valor de avaliação do imóvel, realizada sempre por um corretor. Na Moradia Imobiliária você conta com excelentes profissionais para este tipo de serviço. Faça contato pelo 31-3829-1550 e fale com um de nossos corretores e saiba mais sobre o que valoriza e o que desvaloriza seu imóvel para venda.