Nenhum Comentário

Horto, qualidade de vida junto ao verde

A Moradia Imobiliária se preocupa com o bem-estar de seus clientes, amigos e parceiros e, por isso, tem trazido em suas publicações as melhores dicas de bairros para se morar bem e ter muita qualidade de vida em Ipatinga. Hoje o bairro escolhido para você conhecer e pensar sobre o melhor lugar para alugar ou comprar sua casa ou apartamento novo é o tradicional, familiar, rodeado de mata nativa e muito comercial, o Horto. Vamos saber um pouco mais?

História antiga

Ipatinga Cidade Jardim, de José Augusto de Moraes, traz em suas páginas a história da cidade e muitas curiosidades sobre a implantação dos bairros. Segundo ele, o Horto foi o primeiro a ser construído pela Usiminas. A região do atual bairro fora conhecida originalmente como Córrego de Nossa Senhora ou Horto de Nossa Senhora, onde foi construída a Estação Nossa Senhora, da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), por volta de 1922. Neste ano, foi criada próxima do local a primeira farmácia da atual Região Metropolitana do Vale do Aço, pelo farmacêutico (e futuro político) Raimundo Alves de Carvalho.

Com a instalação da Usiminas em Ipatinga, então distrito pertencente a Coronel Fabriciano, na década de 1950, houve a construção de bairros inteiros destinados a servir de abrigo aos seus trabalhadores, sendo o Horto o primeiro deles. Até essa ocasião, o povoamento contava com cerca de 60 casas e 300 habitantes.

O projeto do bairro é datado de 1958, quando foi criado pela Usiminas o primeiro plano urbanístico da atual cidade, então chamada de Vila Operária, projetado pelo arquiteto Raphael Hardy Filho. O núcleo habitacional foi destinado inicialmente aos primeiros técnicos que chegavam à localidade para trabalhar na empresa e suas casas contavam com 201,95 m² de área construída, incluindo três quartos e dois banheiros.

Na época, foi criado um órgão apenas para acompanhar a construção das casas: DOAP (Departamento de Obras Auxiliares e Provisórias). Foram aproveitadas algumas casas já existentes, que pertenciam à CAF (Companhia Agrícola Florestal. A Rua U foi a primeira a ser construída. Dizem que secaram os rebocos das paredes das casas com lamparinas, devido à pressa na construção. As ruas receberam nomes de madeiras, de acordo com o Decreto Municipal Nº 528, de 22 de março de 1974. O bairro Horto tem como vizinho o bairro Bom Retiro.

Comércio e educação

Diversificado e muito eclético, o bairro Horto tem um centro comercial forte e tradicional. Aliado à praticidade de toda a rede bancária estar disponível pelo bairro, o comércio local investe em marcas de renome e produtos para os mais diversos públicos. Entre os estabelecimentos comerciais estão também algumas clínicas para exames laboratoriais e oftalmológicos, além de farmácias e acesso fácil ao trajeto que leva ao hospital.

Quanto a educação o bairro conta com a Escola Estadual Engenheiro Márcio Aguiar da Cunha com ensino fundamental regular, algumas creches particulares, uma unidade de um colégio técnico e uma unidade de uma faculdade particular.

Alimentação e vida noturna

Por ser um bairro tradicionalmente familiar mas muito comercial, as opções de alimentação são muito diversificadas. Restaurantes self-service com foco em comida mineira, em frutos do mar, em comida caseira e fitness além de lanchonetes com salgados diversos e muito produto gourmet, que está na moda. Sorveterias, açaí, cafés especiais e vinhos de diversas nacionalidades podem ser degustados nos estabelecimentos do bairro.

Duas padarias atendem a comunidade e uma tradicional churrascaria atrai o público tanto para um rodízio no almoço quanto para o happy hour depois do trabalho. Pizzarias e hamburgueria também fazem parte das opões de alimentação no bairro.

A vida noturna no bairro é pacata. Em frente ao templo católico encontra-se a Praça Engenheiro Carlos Jacinto Prates, que é um dos principais espaços públicos do bairro e por vezes se torna palco de eventos e festividades abertos à população. Há também o Clube Ypê, que recebe festas regionais e atende a sócios. Ao lado do bairro está localizado o Clube Usipa, famoso por descobrir grandes atletas da região. O Horto também se destaca pela proximidade com o shopping da cidade.

Mobilidade Urbana

A malha viária do bairro é privilegiada por estar junto da BR 381, que dá acesso aos demais bairros da cidade e à saída para a capital e cidades vizinhas, como Coronel Fabriciano. Suas vias são estreitas e grande parte de sentido único, mas bem organizadas e sinalizadas.

No bairro transitam linhas de ônibus para quase todos os pontos da cidade, além das linhas intermunicipais que atendem o município. Ponto de táxi e de moto-táxi estão à disposição de quem precisar.

Manto verde

Umas das atrações do bairro também é o manto verde que se estende por todo o “fundo” do bairro. Cercado pela mata nativa, o bairro é constantemente visitado por animais silvestres nas proximidades com a mata, mas não oferecem perigo aos moradores. A recomendação é que não toquem nos animais para evitar doenças.

O manancial de Mata Atlântica existente ao redor do bairro é protegido pelo Plano Diretor da cidade, que ressalta a preservação de áreas naturais no município.

Patrimônio cultural

No Horto há um imóvel que inicialmente foi construído para ser provisório e tornou-se a principal atração do bairro: a Igreja de Nossa Senhora da Esperança. Erguida “milagrosamente” em apenas 12 dias, os trabalhos tiveram início em 13 de dezembro de 1959, antes, portanto, da constituição canônica da paróquia, sete meses depois. Na construção foi utilizada pouca alvenaria e muita madeira, incluindo o altar-mor, a mesa da comunhão, a pia batismal e, especialmente, a imagem da padroeira, feita em peroba.

A Paróquia Nossa Senhora da Esperança “Igreja do Horto”, foi fundada no dia 15 agosto de 1960 pelo arcebispo de Mariana, Dom Helvécio Gomes de Oliveira, quatro anos antes da emancipação política de Ipatinga, alçada então a município. A Igreja Católica Nossa Senhora da Esperança foi tombada pelo patrimônio público no dia 30 de dezembro de 1981 pelo decreto de lei nº 1.443. Ela foi recentemente reconstruída por necessidades estruturais, mas sem perder as características e detalhes originais que lhe rendem tantos elogios.

Ficou encantado com o bairro? Soube como foi criado e como funciona hoje? Já sabe que o bairro atende a grande parte de suas necessidades? Então aproveite para conhecer os imóveis para aluguel e venda no Horto e conte com o melhor atendimento da Moradia Imobiliária para você morar bem e com qualidade de vida. Conheça também os bairros Cariru e Iguaçu.

Aqui, você é #maisquebemvindo

Nenhum Comentário

08 vantagens de morar perto do trabalho

Todos nós temos sonhos. Uns sonham com uma linda casa na praia com o mar como quintal, ou no campo com hortas e uma cerquinha branca. Outros sonham em morar em amplas coberturas nos grandes centros urbanos, com uma linda vista para as principais avenidas da cidade. Com família, com o amor da sua vida, com animais domésticos ou somente com a sua própria companhia, todos queremos qualidade de vida onde moramos. E que tal aumentar a qualidade de vida morando perto do trabalho?

Ganhar algumas horas no dia longe do trânsito, dos engarrafamentos e do stress do dia a dia ajuda a melhorar significativamente o seu bem-estar. E como nosso slogan diz: “Trabalhamos para o seu bem-estar”, vamos te listar 8 vantagens de se morar perto do trabalho para que você tenha uma vida mais tranquila e saudável. Vamos lá:

1 – Cuidados com o lar

A falta de tempo nos deixa um pouco desleixados com o ambiente em que vivemos. Com um tempo menor de deslocamento até o trabalho, sobra tempo para ajeitar e limpar muita coisa dentro e fora de casa como aquela prateleira cheia de bagulhos, aquele guarda-roupa entupido de roupas sem dobrar, aquele armário da cozinha que você misturou alimentos com produtos de limpeza por pura pressa e outros ambientes que ficam de lado na nossa rotina agitada. Tempo é um fator essencial para que a sua organização seja perfeita e você consiga colocar tudo no devido lugar.

2 – Cuidados com o corpo e a mente

A questão de ter tempo para cuidados se aplica a você também. Reorganizando sua agenda você poderá se dedicar a aquele curso que gostaria de estar fazendo, para aqueles exercícios que nunca consegue fazer por estar sempre com pressa, para aquele livro que começou mas não consegue parar para ler. Enfim, o cuidado com o corpo e a mente são alguns dos benefícios de se morar perto do trabalho.

3 – Diminuição de gastos com transporte

Horas no trânsito, ônibus lotado e você em pé, engarrafamentos e poluição dos automóveis diretamente sobre você farão parte do seu passado depois que se mudar para perto do trabalho. Com isso você também economiza deixando de pagar os preços abusivos dos transportes públicos e do abastecimento dos veículos privados.

4 – Aumento do relacionamento com vizinhos

Ir a pé até o trabalho pode te ajudar a saber quem são seus vizinhos e a interagir com eles. Caminhando você conhece melhor o seu bairro, o comércio e a população que mora no entorno da sua residência. Isso ajuda a ficar por dentro das novidades do bairro e da cidade, prevenindo uma série de situações e se organizando para diversas outras em comunidade.

5 – Mais disposição e bom humor

Com a proximidade entre sua casa e seu trabalho, evitando deslocamentos longos e gastos com transportes públicos cada vez piores, a tendência é você acordar mais disposto e com bom humor para encarar o que vem pela frente no seu dia de labuta. Aproveite para tomar aquele café da manhã reforçado em casa ou na padaria do bairro, onde você poderá também interagir com a comunidade e criar laços de afetividade e respeito com seus vizinhos.

6 – Equilibrando a alimentação

Sobrando tempo você poderá pensar e escolher melhor sua alimentação. Aliado a exercícios físicos, a boa alimentação ajuda a melhorar o seu ânimo, a sua disposição e sua qualidade de vida. Com essa adição de tempo extra, você pode preparar seu próprio alimento, evitando os industrializados e cheios de conservantes, optando por uma alimentação mais saudável e que irá te ajudar a viver melhor.

7 – Praticar exercícios

A desculpa oficial de falta de tempo para se exercitar deixará de existir com a mudança para perto do local de trabalho. Já na ida dá para se praticar exercícios adotando a bicicleta como veículo oficial. Uma academia no caminho do trabalho também pode ser benéfica. Caso não haja uma, há praças com aparelhos destinados a prática de exercícios que é só chegar e utilizar. Caminhar até o trabalho também é uma opção muito saudável.

8 – Dormir mais e melhor

Mais uma hora de sono pode sim fazer a diferença na sua saúde. Um dia mais puxado no seu trabalho pode ser compensado com algumas horas a mais de sono, restaurando seu corpo para o dia seguinte. Morando perto do trabalho você pode se dar ao luxo de acordar mais tarde porque não precisa se deslocar muito para ir trabalhar.

 

Tendo em mãos todas essas vantagens de se morar perto do trabalho, que tal procurar um profissional para ajudar a realizar este sonho? O Corretor de imóveis deve ser capaz de mapear o perímetro do seu local de trabalho e descobrir quais são os melhores imóveis para você escolher e se mudar o quanto antes. Em Ipatinga você pode contar com os profissionais da Moradia Imobiliária.

Se você deseja investir na compra de um imóvel, aproveite para ler essas 13 dicas super importantes que preparamos para você antes fechar negócio. Clique aqui e saiba mais!

 

Nenhum Comentário

Iguaçu, um ótimo bairro para se morar!

Seguindo com a nossa proposta de levar até você mais sobre a história dos bairros de Ipatinga, trouxemos hoje aquele que é considerado o bairro que “corta” a cidade por estar localizado próximo a diversos bairros e da rodovia BR 381 e ser rota de escoamento do fluxo frenético de veículos em horários de pico: o Iguaçu.

Contaremos aqui a história e algumas curiosidades deste delicioso bairro e diremos a você o porquê morar aqui pode ser sensacional por proporcionar qualidade de vida, mobilidade e segurança.

Conhecendo a origem

O Iguaçu foi o primeiro loteamento de Ipatinga fora do projeto “Vila Operária”.
Diferente de outros bairros aqui já detalhados, que foram construídos de acordo com o “Projeto Vila Operária”, do arquiteto Rafael Hardy, o bairro Iguaçu começou a ser construído nas terras que pertenciam a “Fazenda Prato Raso”, do pioneiro Jair Gonçalves. Segundo José Augusto de Morais em seu livro Ipatinga Cidade Jardim, volume II, de 2009, para atender à demanda exigida pelo progresso da cidade, o pioneiro preparou toda a infraestrutura inicial dos lotes, que foram colocados à venda. Jair Gonçalves também doou parte das terras para a comunidade de Ipatinga, destinadas à construção de escolas, asilos, igrejas e campo de futebol. Das terras da “Fazenda Prato Raso” surgiram então os bairros Iguaçu – o primeiro loteamento – e Cidade Nobre, que possuem as partes mais valorizadas do território de Ipatinga. As ruas do bairro receberam nomes de pedras preciosas e de tribos indígenas, de acordo com o Decreto Municipal Nº 528, de 22 de março de 1974.

Comércio

Com algumas avenidas, como a Brasil, principal do bairro, e praças com o entorno ladeado de lojas, agências de automóveis, restaurantes, lojas de informática, de venda e conserto de celulares entre outras, o bairro Iguaçu se destaca pelo seu intenso comércio.

Uma característica no comércio local é o direcionamento para o segmento de noivas e casamentos, sendo o bairro muito procurado pelas nubentes à procura de vestidos para o seu grande dia, além da vestimenta de seu noivo e madrinhas. Agências de fotos especializadas neste segmento também podem ser encontradas por lá. Salões de beleza também são muitos e atendem todo tipo de público.

Além do comércio, o bairro agrega também uma grande variedade de escritórios de grandes empresas e indústrias da região. Pelo fato do bairro ser bem localizado e de escoamento fácil de transito é a preferido pelos empresários para se estabelecerem.

Mobilidade urbana

Na principal avenida do bairro passam diversas linhas de transporte público, além de uma grande variedade de moto-táxis.
Morar no Iguaçu e não ter transporte próprio não é problema. Por lá passam quase todas as linhas de ônibus da cidade, facilitando a vida dos pedestres e proporcionando um deslocamento mais ágil. Outro tipo de transporte muito utilizado pelos ipatinguenses é o moto-táxi, que no bairro Iguaçu tem uma concentração ótima deste tipo de serviço. São mais rápidos e bem acessíveis.

Qualidade de vida

O bairro Iguaçu tem como ponto inicial e final o encontro do Córrego Bom Jardim com o Ribeirão Ipanema. Ao lado do Ribeirão foi construída uma pista de caminhada que leva até o Parque Ipanema, vizinho do bairro.

Muitas praças compõem a urbanização do Iguaçu e nelas há sempre muito verde e bancos e mesas onde os moradores desfrutam de preciosos momentos de descanso e lazer. Para os esportistas há no bairro um campo de futebol e algumas academias.

E para aqueles que a qualidade de vida já não está tão boa, o bairro oferece uma opção enorme de farmácias e drogarias, além de clínicas médicas e de exames.

No detalhe o casal Altina e Jair Gonçalves. Foto da turma do EJA na Escola Altina Olívia Gonçalves, no bairro Iguaçu. Foto: acervo euamoipatinga.com.br

Educação

 Para quem tem filhos o bairro Iguaçu é perfeito pela proximidade de escolas e faculdades. No bairro há creches, escolas de ensino básico, fundamental, médio e superior. O bairro conta com duas escolas municipais e uma estadual, além de uma escola de ensino técnico e uma faculdade. Uma curiosidade interessante sobre uma das escolas é a homenagem à esposa do benfeitor que doou as terras para construção do bairro. O nome dela foi dado à instituição em reconhecimento pelos vinte anos de trabalho voluntário dedicados à população do Iguaçu.

Curiosidade

Em uma cidade em que sua maior receita é oriunda da indústria metalúrgica, os equipamentos públicos têm que ser adaptados para atender à demanda do transporte de grandes peças.

Por isso, na Avenida Pedro Linhares, na altura do bairro Iguaçu, a passarela de passagem de pedestres que atravessa a rodovia foi construída deixando o vão central removível. O vão central é removido toda vez que a carga ultrapassa o limite máximo de 4,40 m de altura.

 Aqui você é #maisquebemvindo

 

Nenhum Comentário

Cariru: tradicional, familiar e muito verde!

Ao se contar a história de Ipatinga, o bairro Cariru se destaca pelas suas particularidades históricas e pela movimentação dos japoneses na cultura local. Tradicional e familiar, o bairro conta com um centro comercial e diversos pontos de comércio em todo seu território. Para quem busca qualidade de vida é uma ótima opção para se morar e investir.

Não conhece o Cariru ainda? Nós listamos alguns motivos para conhecer e descobrir que é um ótimo lugar para se viver e ser feliz com a família.

História contada em livro

Foto de acervo do início da construção do bairro Cariru.
José Augusto de Morais em seu livro Ipatinga Cidade Jardim, volume II, de 2009, nos conta que, segundo uma lenda, Cariru era uma “grande cobra” que existia no Rio Doce e que, quando saía da água, cegava com a luz de seus olhos as pessoas que se aproximavam dela. Alguns moradores mais antigos do bairro ouviram contar também que essa cobra morou por muito tempo no Fícus da Av. Japão. Mas, na verdade, o bairro tem esse nome porque ali era encontrada uma grande quantidade de um vegetal denominado Cariru ou Caruru, denominação comum a várias plantas amarantáceas, algumas das quais muito utilizadas na culinária.

Antes de se chamar Cariru, o local era denominado “Pedra Mole” e foi ali que, em 1922, foi inaugurada a primeira edificação pública da cidade de Ipatinga: a “Estação Ferroviária de Pedra Mole”. A estação foi desativada em 1930, mas o local serviu como o primeiro cemitério da cidade e posteriormente também foi implantada uma cocheira, onde eram guardados os cavalos de raça dos diretores, brasileiros e japoneses, da Usiminas. Hoje, ainda existem algumas ruínas da Estação de Pedra Mole ocultas na beira do Rio Piracicaba, no final da Av. Itália (perto do Morro do Castelo).

Ruínas da Estação de Pedra Mole, que funcionou até 1930.
O bairro Cariru começou a ser construído no início da década de 1960. Ele fez parte do “Projeto Vila Operária”, do arquiteto Rafael Hardy. No Cariru construíram-se residências para os operários de nível técnico e japoneses. Estes, após a frustração da expectativa de criar um bairro só para os japoneses, se instalaram no Cariru.

As ruas do bairro foram oficialmente denominadas com nomes de nações, pela Lei Municipal 263, de 29 de outubro de 1970, na gestão do interventor federal Almir Ribeiro Tavares. Foi construído no bairro o primeiro educandário de nível ginasial da cidade: o Colégio São Francisco Xavier, destinado principalmente aos filhos dos funcionários da Usiminas.

Alimentação e vida noturna

Bairro tradicionalmente familiar, o Cariru se destaca pelo tradicional Centro Comercial, onde bares e cervejaria animam quem por lá resolve ficar. Restaurantes como os japoneses, a pizzaria, a churrascaria, o espetinho, lanchonetes e dois tradicionais trailers de lanches são ótimas pedidas na noite para quem quer boa comida e ambientes super familiares.
Um pub no centro comercial está reunindo a galera jovem e deixando o ambiente mais descolado. Além dessas opções para comer, o bairro conta com o Teatro Zélia Olguim, famoso por trazer grandes nomes da cultura para a cidade.

Mobilidade urbana

Por estar entre o Hospital Márcio Cunha I e o Centro da cidade, que são os principais pontos finais das linhas de ônibus, o Cariru é servido de diversas linhas e uma variedade maior de horários de transporte público. Além do municipal, algumas linhas intermunicipais fazem rota no bairro. As vias principais são espaçosas e de fácil movimentação, além de muito bem sinalizadas.

Fícus, patrimônio público

Fícus foi tombada como patrimônio da cidade.
Existe no bairro uma árvore que é o símbolo da preservação do verde pelos moradores, o Fícus. Plantado em 1961 por Katanosuke Mae, um japonês que morava na rua Peru, no próprio bairro, a árvore já foi alvo de intenção de corte de algumas pessoas e os moradores locais sempre impediram, até mesmo com protestos, como o de uma moradora que se dependurou em seus galhos para impedir o corte. A árvore foi tombada pelo patrimônio histórico e artístico da cidade. Com isso, o Fícus, segue pomposo a sua vida ali, na avenida Japão, próximo ao prédio da Cônsul.

Qualidade de vida

Um atrativo especial no bairro é a pista de caminhada e corrida. Abrangendo quase todo o entorno do bairro, é muito utilizada por atletas e profissionais da saúde para atividades que promovam a qualidade de vida. A pista passa pela área onde é realizada a feira, na qual produtores regionais comercializam produtos, grande parte orgânicos, de produção local.

Verde e água

Extensa área verde e o encontro dos rios Doce e Piracicaba. Imagem: Reprodução Google
O bairro é todo cercado pela mata do Parque Estadual do Rio Doce e, ao fundo, é banhado pelo Rio Piracicaba, que se encontra calmamente com o Rio Doce próximo às ruínas da Estação de Pedra Mole. No subsolo, abaixo da foz do rio Piracicaba, está localizado um aquífero aluvionar, que é de onde é extraída a água utilizada para o suprimento da maior parte do Vale do Aço.

O bairro em números

 

E aí, já se decidiu? Gostou do bairro Cariru? Ele, de fato, é um bairro maravilhoso para se viver e desfrutar com a família e amigos. São muitos os atrativos que poderá conhecer pessoalmente em seu dia a dia. Você pode escolher a casa dos seus sonhos e ter a certeza de optar por um local privilegiado e que proporciona uma excelente qualidade de vida!
Nenhum Comentário

O seu imóvel está seguro?

Moradia dá dicas de segurança para você ficar mais tranquilo ao deixar seu imóvel sozinho.

Morar em grandes centros urbanos ou em pequenas comunidades não faz diferença quando o assunto é insegurança. Esse sentimento vem tomando conta da população que está cada vez mais se limitando para se manter seguro. É uma dor de cabeça para qualquer um, em qualquer idade ou situação econômica. Mas pode ser minimizado com algumas dicas de segurança.

Podemos nos proteger da ação de pessoas mal intencionadas sem precisar ter grandes gastos como a contratação de empresas especializadas em segurança ou equipamentos caros. Elaboramos algumas dicas de segurança para casa e apartamentos que deixarão você e sua família mais tranquilos.

Todos devem colaborar

Se você mora em um condomínio procure saber as regras de segurança. Muitos não as têm bem definidas, o que pode gerar conflitos em caso de invasão e roubo. Converse com o síndico e estabeleçam algumas diretrizes, que deverão ser seguidas por todos os moradores e trabalhadores do condomínio. Leve para a reunião de condomínio e discuta com todos. Quanto mais ideias para aumentar a segurança, melhor.

Para quem mora em casa, os vizinhos podem ajudar a ficar de olho enquanto você e sua família se ausentam. Estabeleça contato, converse, deixe números de telefone ou de mensagens para caso algum deles observe algo estranho em sua residência. Contar com a ajuda dos vizinhos pode evitar grandes prejuízos.

Trabalhadores competentes e de confiança

Profissionais qualificados são investimentos e não gastos. Fique atento!
Lembre-se que um funcionário treinado e qualificado é investimento, não gasto. Trabalhar com quem tem experiência em proteção tanto de imóveis quanto pessoal é de fundamental importância para que o resultado seja o esperado: alguém que saiba como agir em uma situação de risco. Por isso repense quando for escolher o profissional de segurança ou porteiro. Lembre-se que pode ser um barato que lhe custará caro no futuro. Uma dica que vale para casas ou prédios: investigue empregos anteriores de seus funcionários. Jardineiros, empregadas, motoristas, limpadores de piscina, caseiros ou qualquer outro profissional que tenha acesso a sua residência deve ter recomendação de antigos patrões. Saiba o máximo que puder sobre eles para não se surpreender depois.

Visibilidade no acesso

O acesso a sua moradia precisa ser claro e bem visível. A iluminação é essencial para que você consiga ver e ser visto ao chegar. Evite deixar objetos e plantas que possam criar pontos cegos. Árvores grandes que barram a visão devem ser evitadas, assim como as próximas ao muro ou portão, para evitar que sirvam de acesso a estranhos. A iluminação é um ponto chave mesmo quando não houver ninguém na residência. Para economia de energia a dica é o uso de lâmpadas com fotocélula, com ajuste automático de iluminação. Elas acendem e apagam sozinhas de acordo com a luminosidade do ambiente.

O portão te impede de ver a rua?

A visibilidade na entrada é importante para que da rua possam ver invasores em sua residência.
Engana-se quem acha que quanto mais escondida a casa, melhor. É justamente o contrário. Se ninguém consegue ver pelo menos a entrada da casa, não verão os invasores também. A recomendação é não instalar portões totalmente fechados, daqueles que não deixam aparecer nada do imóvel.

Portões com barras e muros frontais com visibilidade para o interior por meio de “janelas” de vidro deixam o imóvel mais seguro por apresentar a possibilidade de se ver qualquer movimento estranho. Quanto mais isolada e impenetrável visualmente for o imóvel, mais confortável o invasor se sentirá para agir, pois estará certo de que não será visto.

 Autorização de entrada

Pediu uma pizza? Avise ao porteiro sobre a chegada de seu pedido. Para quem mora em edifício é imprescindível que todas as entradas sejam autorizadas, mesmo as de amigos e conhecidos. Muita gente de boa aparência comete crimes porque o porteiro deixou entrar por aparentar ser bacana. Lembre-o de usar o interfone e registrar a entrada de todos, mesmo que seja só “uma visitinha rápida”. Checar documentos e credenciais de quem que entrar no prédio sem autorização é de extrema importância. Fique atento a isso.

Para quem mora em casa não abra o portão e deixe o entregador entrar. Busque lá fora o pedido e acerte o valor por lá mesmo. Quanto menos o entregador tiver acesso, menos ele saberá sobre o que tem no interior de sua casa.

Códigos de segurança

Siga as dicas da Moradia Imobiliária e proteja seu imóvel e sua família.
Ter um código de segurança com o funcionário responsável pela entrada pode ser interessante para evitar situações de risco. Um gesto, um barulho diferenciado, uma palavra que seja podem evitar que você seja feito refém por invasores, por exemplo. Combine um código com os outros moradores também, assim todos ficam alertas quando perceberem o sinal.

Crie caminhos alternativos

Adotar rotas diferentes ao se dirigir para sua residência pode dificultar o trabalho de invasores. Muito observam a rotina da casa e dos moradores antes de atacar. Faça caminhos alternativos para não ser surpreendido por gente mal intencionada.

E lembre-se: sem paranoia, mas redobre a atenção sempre que estiver chegando ou saindo de casa e evite entrar ou sair se perceber alguém estranho observando ou alguma movimentação diferente nos arredores. Qualquer descuido pode custar sua vida e de seus familiares.
Nenhum Comentário

Bom Retiro: Tranquilidade e facilidades em um só lugar!

Ipatinga é uma cidade jovem, com apenas 52 anos, mas com muita história para contar. E entre elas está a do bairro Bom Retiro. Conhecido por sua vida noturna intensa, pela tranquilidade e clima familiar mesmo em meio a um comércio ativo e diversificado, o bairro é ideal para quem busca qualidade de vida.

Optar por morar aqui pode ser um dos melhores investimentos que você faz para a sua rotina e sua família. Por ter uma infraestrutura de comércios e estabelecimentos de serviços em geral, você e sua família terão praticamente tudo ao seu alcance. Se você ainda está na dúvida sobre morar no Bom Retiro, listamos alguns bons motivos que você precisa conhecer e que, com certeza, vão lhe convencer de uma vez por todas!

História contada em livro

De acordo com José Augusto de Morais em seu livro Ipatinga Cidade Jardim, volume II, de 2009, o Bom Retiro fez parte do conjunto de bairros construídos pela Usiminas em 1960, de acordo com a visão da “Vila Operária”, projeto de Rafael Hardy que separava os funcionários da empresa por cargos e previa um “Centro Comunal” aberto à livre iniciativa. A origem do nome do bairro é explicada por Otoni Vicente Ferreira, motorista aposentado da Usiminas.

Bairro Bom Retiro no início da década de 1960. Crédito: Acervo Público
Segundo ele, um encarregado da firma “Leão”, chamado Queiroz, pediu à Usiminas uma área no local onde seria construído o bairro para montar um curral e fornecer leite aos funcionários da empresa. “Retiro” é justamente o nome dado ao lugar onde se tira o leite. A Prefeitura Municipal de Ipatinga, posteriormente, oficializou o bairro como “Bom Retiro”. As suas ruas receberam nomes pátrios, de acordo com o Decreto Municipal Nº 528, de 22 de março de 1974.

Mobilidade urbana privilegiada

O Bom Retiro permite uma mobilidade urbana com mais facilidade devido ao grande número de linhas de ônibus que ali passam e saem do ponto final, em frente à Unidade II do HMC – Hospital Márcio Cunha. As vias são largas e o trânsito flui com facilidade. Se você pretende resolver tudo dentro do próprio bairro, o Bom Retiro conta em suas avenidas principais com calçadas largas e boa sinalização.

Comércio diversificado

Supermercados, farmácias, papelaria, material de construção, decoração, açougue, verduraria, roupas e acessórios, alfaiates, informática, academias, artigos de beleza, de pesca e acampamento, distribuidora de balas e doces e de bebidas, artigos para festas, floriculturas, autoescolas, oficinas de automóveis e de eletroeletrônicos entre diversos outros tipos de comércios podem ser encontrados no bairro. Uma lotérica e caixas eletrônicos em pontos estratégicos do HMC II e na Unileste garantem os serviços bancários por lá, mas caso precise ir ao Banco, as redes bancárias tem estabelecimentos no bairro vizinho, o Horto.

Alimentação e vida noturna

Sair para comer, ouvir um som ao vivo e deixar as crianças brincarem a vontade é muito fácil. São muitas as opções de locais para sair, sentar e tomar aquela cerveja gelada ou aquele suco super saudável. O bairro conta com pizzarias, lanchonetes diversas, sorveteria, açaí e tapiocaria, churrascarias, lanchonetes com lanches gourmet e os tradicionais hambúrgueres de chapa. Para paladares mais específicos, porções de peixe, casa de quibe, comida baiana, grega, japonesa e chinesa também são encontradas no bairro. Para quem quer estender a noite, uma cachaçaria oferece música ao vivo com sucessos regionais.
Uma Academia da Saúde foi instalada no bairro e é aberta à população.

Atividades cotidianas

Se você tem filhos, não terá problemas com escolas e faculdades no bairro Bom Retiro. Há centros educacionais pelo bairro, tanto públicos quanto privados. Há também praças e uma quadra de esportes para uso da comunidade. Um clube com piscinas e quadras de esporte para seus sócios fazem parte da lista de lazer dos moradores. Uma pista de caminhada ladeia o bairro e uma Academia da Saúde está instalada na praça em frente ao posto de Saúde. Um lar para idosos também pode ser encontrado nas proximidades.

O Hospital Márcio Cunha Unidade II trouxe para o Bom Retiro atendimentos médicos e resultados de exames antes só disponibilizados na Unidade I. Clínicas de fisioterapia e pilates, além de atendimento para animais em pet shops especializados tornaram a saúde de sua família e de seu bichinho de estimação mais acessíveis. Para momentos de oração, pode-se contar com diversos espaços religiosos como templos e igrejas. Católicos, protestantes, espíritas e as demais crenças convivem em harmonia pelo bairro.

Então, o que achou do bairro Bom Retiro? É, de fato, um maravilhoso bairro para se viver e desfrutar com a família e amigos. São muitos os atrativos que irá conhecer pessoalmente em seu dia a dia. Você pode escolher o apartamento dos seus sonhos e ter a certeza de optar por um local privilegiado e que proporciona uma excelente qualidade de vida!

Aqui você é #maisquebemvindo

Nenhum Comentário

Ipatinga, cidade inteligente e divertida

Você sabia que Ipatinga está entre as 100 cidades mais inteligentes do país? Uma pesquisa divulgada em junho de 2016 pela Revista Exame classificou as cidades brasileiras de acordo com os investimentos dos municípios em diversas políticas como mobilidade urbana, saúde, inovação, educação e qualidade de vida. Ipatinga ficou em 48° e se destaca à frente de diversas cidades de maior porte.

Acreditamos que qualidade de vida também é diversão. Ipatinga tem uma vida noturna bem bacana, com muitas opções de lazer e cultura. O povo ipatinguense sabe como ser feliz e tem diversão para todos os gostos. Separamos para você algumas opções para sair com amigos e família, nos três bairros mais badalados da cidade. Vamos conferir:

No bairro Bom Retiro são muitas as opções de diversão com família e amigos.

Bom Retiro

Sair para comer, ouvir um som ao vivo e deixar as crianças brincarem a vontade é muito fácil neste bairro. São muitas as opções de locais para sair, sentar e tomar aquela cerveja gelada ou aquele suco super saudável.

O bairro conta com pizzarias, lanchonetes diversas, sorveteria, açaí e tapiocaria, churrascarias, lanchonetes com lanches gourmet e os tradicionais hambúrgueres de chapa.
Para paladares mais específicos, porções de peixe, casa de quibe, comida baiana, grega, japonesa e chinesa também são encontradas no bairro. Para quem quer estender a noite, uma cachaçaria oferece música ao vivo com sucessos regionais.

Açaí Beat’s – Comilão Lanches – João do Peixe – Cachaçaria Jack Chan – Rei da Pizza – Magic Burguer – Petiscos – Barney Lanches – Bar do Cupim, Ximbocas Bar, Rick Lanches – Sorveteria Portuetto – Lig China – Açaí e Tapiocaria – Coliseun Pub – Mistura Fina – Cupim e Cia – Tony Espaguete – Sal e Brasa – Bella Pizza – Santropeiro – Europe Music Bar – Cachorro-quente do Totó – Casa do Quibe – Ponto do Acarajé – Bruder Spetim – Shawarmas

Porções, bebidas e ambientes familiares e aconchegantes você encontra no bairro Cariru.

Cariru

Bairro tradicionalmente familiar, o Cariru se destaca pelo tradicional Centro Comercial, onde bares e
cervejaria animam quem por lá resolve ficar. Restaurantes como os japoneses, a pizzaria, a churrascaria, o espetinho, lanchonetes e dois tradicionais trailers de lanches são ótimas pedidas na noite para quem quer boa comida e ambientes super familiares.

Um pub no centro comercial está reunindo a galera jovem e deixando o ambiente mais descolado. Além dessas opções para comer, o bairro conta com o Teatro Zélia Olguim, famoso por trazer grandes nomes da cultura para a cidade.

Pizzaria Chaplin – Grampian – Sushi Ten – Carnegole – All Gustus Churrasquinhos – Francis lanches – Bar Santa Maria – Pub 88 – Magic Burguer – Barteco – Don Patrício

O bairro Cidade Nobre é muito conhecido pelo público jovem, são muitos bares e uma boate que agitam a região.

Cidade Nobre

Entre os mais badalados, o bairro melhor localizado dentro do município para quem curte a noite é o Cidade Nobre. Com um forte comércio durante o dia, o entorno de uma de suas praças é o point de muitas gerações em busca de diversão a noite.

Lanchonetes tradicionais e gourmets, restaurantes com comida japonesa, porções de churrasco, pizzaria, espetinhos, batatas de várias formas, açaí, comida fitness fast food podem ser encontrados pelo bairro. Frango no pote, temakeria, sorvetes finos e uma chocolateria fazem sucesso entre os frequentadores do Cidade Nobre. Um bar oferece um tradicional bingo e os jovens podem se divertir no boliche ou na boate.

Abracadabra – Viola Pub – Bom Mexido Gastrô – Tribbu Fit Food – Subway – Kenko Sushi – Mundo do Frango – Cancun – Magic Burguer – Honkan –Scenaruin Speteria – Point do Açaí – Pizzaria Chaplin – Billy´s Lanches – Bruder Butiquim – Casa da Picanha – Onbuzzo – Satto Teppan – Temakeria – Diretório do Espetinho – Tulipas Bar – Xama Restaurante – Tio Nando Lanches – Gran Gelato – Hakuna Batata – Nuaçaí – Boliche – Scenarium Boate.

Leia mais